quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Detran/RS divulga resultado da segunda chamada para a CNH Social

O Detran/RS divulga, nesta terça-feira (2), o resultado da segunda chamada para o programa CNH Social. As 459 vagas remanescentes foram sorteadas para os 44.318 candidatos com inscrições homologadas, mantendo a mesma destinação das vagas: 209 para primeira habilitação, 77 para adição de categoria e 173 para mudança de categoria, sendo 153 para categoria D e 20 para categoria E, observando a proporcionalidade para as cotas. A lista pode ser conferida no banner da CNH Social do site www.detran.rs.gov.br. A publicação no Diário Oficial do Estado será nesta quarta-feira (03).
O sorteio teve coordenação técnica da Companhia de Processamento de Dados do Estado (Procergs) e foi realizado em duas etapas. Na primeira etapa, foram selecionados os candidatos pelas cotas, buscando promover a igualdade de acesso aos postos de trabalho. A segunda etapa ocorreu na segunda-feira, e sorteou entre todos os inscritos as demais vagas, incluídas as não preenchidas pelas cotas.
As pessoas beneficiadas pelo programa estarão isentas do pagamento de todas as taxas para os serviços de habilitação, dos exames médicos e psicológicos, do curso teórico-técnico, do curso prático de direção veicular e locação de veículos, e também dos exames teórico e prático.
Próximos passos
Entre 2 e 19 de setembro, os candidatos selecionados no sorteio deverão realizar a abertura do processo de habilitação no CFC em que efetuaram a inscrição, conforme o serviço e a categoria escolhidos no momento. Além das condições e documentos necessários para a abertura do procedimento de habilitação (Renach), o candidato deverá apresentar comprovação de que, à época da abertura do serviço, estava domiciliado no Estado por no mínimo dois anos. Também deve declarar responsabilidade sobre as informações prestadas e de que conhece e aceita todas as condições de participação no Programa CNH Social.
Documentos para abertura do Renach:
- Carteira de Identidade (original e cópia)
- CPF (original e cópia) - dispensando-se este documento se o número constar na Carteira de Identidade
- Comprovante de residência atual (original e cópia)
- Os CFCs já estão realizando a captura digital de imagens, portanto, NÃO é mais necessário levar fotos.
Documentos para acesso ao programa:
- Declaração de responsabilidade sobre as informações prestadas e de que conhece e aceita todas as condições de participação do Programa CNH Social, a ser preenchida no CFC;
- comprovação de que, à época da abertura do serviço, estava domiciliado no Estado de Rio Grande do Sul há no mínimo dois anos.  Serão aceitos os seguintes documentos:
1. comprovante de residência no nome do selecionado – contas de água, luz e telefone – com no mínimo dois anos de postagem;
2. declaração, assinada pelo proprietário/locatário do imóvel onde reside o selecionado, atestando domicílio do/a candidato/a há, no mínimo, dois anos. Nesse caso, deve-se apresentar, além da declaração, cópia de documento de identidade e de comprovante de residência no nome do/a declarante;
3. comprovante de matrícula em qualquer instituição de ensino no Estado do Rio Grande do Sul, com no mínimo dois anos de expedição;

4. contrato de trabalho, contracheque ou documento correlato que comprove vínculo empregatício no Estado há, no mínimo, dois anos.