segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Comitiva da Santa Casa participa de Assembleia da Federação das Santas Casas em Porto Alegre


Recentemente uma comitiva da Santa Casa integrada pelo Provedor - Luiz Carlos Venturini Dotto, Dr. Marcos Góes - Procurador Jurídico, Eduardo Luiz Souza Azambuja e Mari Delolmo - do Setor de Controladoria da Instituição estiveram participando de Assembleia Extraordinária da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do RS realizada em Porto Alegre.

Segundo informações do Provedor, na ocasião os presentes tiveram a oportunidade de conhecer as ideias na área de saúde explanadas pelos quatro candidatos que concorrem ao Governo Estado e que estão nas melhores colocações conforme pesquisas de opinião pública realizada pelos principais Institutos de Pesquisas do RS.
Luiz Carlos Dotto destaca que o Presidente da Federação das Santas Casas - Julio Dornelles de Matos apresentou as reivindicações dos hospitais filantrópicos, ressaltando a dificuldade no custeio das instituições como a principal causa da crise e da crescente dívida do setor. O dirigente enfatizou também números que demonstram a importância dessas entidades no RS, pois dos 368 hospitais gaúchos, 259 são filantrópicos, atendendo 72% dos leitos pelo SUS disponíveis no Estado.
O Provedor também ressaltou que durante o encontro, o gabrielense Francisco Ferrer - Presidente do Sindicato das Santas Casas do RS (SINDIBERF) afirmou ser de extrema importância por parte do Estado e União a viabilização de mais recursos para os hospitais, que sofrem com a instabilidade na receita.

Dotto frisa que ainda foi discutida a questão da burocracia na liberação das emendas ou no acesso ao reajuste da tabela do SUS, pois deve existir uma maior responsabilidade entre os entes federativos. Ele enfatizou que também foi abordada a dificuldade da Federação e do Sindicato no diálogo com o IPE, pois inúmeros médicos não demonstram interesse em se cadastrar para atender pelo Instituto, e em contrapartida, muitos dos cadastrados já estão se desligando do IPE, ocasionando problemas em todas as regiões do Estado, dificultando aquelas pessoas que possuem o IPE em conseguir atendimentos.