quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Proteção de fontes é tema de encontro em Santa Margarida do Sul

Com o objetivo de mostrar como se faz uma proteção de fonte natural, mais de 80 pessoas participaram de passeio ao arroio Cambaí, em Santa Margarida do Sul, na terça-feira (08/10). A visita técnica foi coordenada pelos extensionistas do escritório municipal da Emater/RS-Ascar. 
Na primeira etapa do passeio foi realizada uma visita à propriedade da família Custódio. Na sequência, os participantes foram ao arroio Cambaí. Pela manhã, participaram do passeio alunos e professores da Escola Municipal Rodrigues Alves. À tarde, a visita foi realizada pelos alunos e professores da Escola Estadual Marechal Hermes. Extensionistas sociais da Emater/RS-Ascar dos municípios de Alegrete, Lavras do Sul, Manoel Viana e Rosário do Sul acompanharam a atividade, assim como, a assistente técnica regional Jacqueline Bragança. 

No início, os extensionistas apresentaram o projeto desenvolvido no município e a finalidade de se fazer uma proteção de fonte natural. Na propriedade da família Custódio, a proteção da fonte está a cerca de 300 metros da casa. A água consumida pela família é oriunda do local. Segundo a produtora Josiane Custódio, antes de ser protegida, a água era escura e imprópria para consumo. Atualmente, a qualidade da água melhorou muito, no entanto, ela destaca que é aconselhável ferve-la ou filtrá-la antes do consumo. Josiane explicou que o olho d’água da propriedade é forte e nunca secou, mas foi preciso fazer a proteção para o aproveitamento da água. 
Já no arroio Cambaí, o principal de Santa Margarida do Sul, o extensionista da Emater/RS-Ascar Fernando Oliveira Filho, falou sobre a mata ciliar e a importância de preservá-la. 
A extensionista social da Emater/RS-Ascar Viviane Dutra destacou que a família ficou contente em mostrar as riquezas naturais presentes na propriedade: campo nativo, fontes naturais, arroio e mata ciliar. 
A proteção de fonte utilizada como exemplo foi realizada com recursos do projeto Prevenção de Emergências, da Cáritas de São Gabriel. O projeto é desenvolvido no município desde 2009 e já beneficiou várias famílias, contribuindo para a qualidade de vida.