quinta-feira, 3 de julho de 2014

Estado ouve prefeitos para formulação conjunta de medidas de apoio a municípios atingidos pelas enchentes

Prefeitos e representantes de 89 municípios atingidos pelas enchentes participaram da reunião promovida pelo Governo do Estado, na manhã desta quarta-feira (2), no auditório do Centro Administrativo, em Porto Alegre, com a presença de secretários estaduais que compõem a Sala de Situação do Governo, instituída pelo governador Tarso Genro. Conduzida pelo secretário estadual do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas, Jorge Branco, pelo secretário-chefe da Casa Militar e coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, coronel Oscar Luiz Moiano, e pela secretária da Assessoria Superior do Governador, Mari Perusso, esta foi a segunda reunião de trabalho com prefeituras dos municípios atingidos pelas enchentes, após o primeiro encontro no sábado (28), em Frederico Westphalen.

Durante a agenda, o executivo estadual recebeu as demandas dos prefeitos das cidades atingidas que puderam expor suas prioridades. Entre as principais solicitações dos representantes municipais estão o atendimento emergencial, infraestrutura de estradas, recuperação de habitações e pontes, e auxílio para agricultores e pecuaristas que perderam grande parte de sua produção. “Agradecemos as ações já realizadas e a visita do governador Tarso Genro, mas vamos precisar de recursos para lidar com os problemas a partir do momento que a água começar a baixar”, destacou o prefeito de Iraí, Volmir José Bielski, cidade com decreto de calamidade pública.

“Estamos agindo de forma rápida no sentido de preservar vidas, e a partir de agora queremos trabalhar na recuperação dos municípios, aproveitando as informações sobre a situação de cada um, que recebemos dos prefeitos para formular um conjunto de medidas de apoio”, afirmou o secretário do Gabinete dos Prefeitos, Jorge Branco.
Conforme o coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Moiano, são 88 municípios atingidos pelas enchentes, sendo 34 com decretação de situação de emergência, dois com decreto de calamidade pública e um total de 10 mil pessoas desalojadas. "A Defesa Civil do Estado continua com ações nos municípios. O Estado está repassando para as cidades que já decretaram situação de emergência R$ 700 mil em materiais de assistência humanitária", ressaltou Moiano.
Durante a reunião, o governador Tarso Genro entrou em contato para transmitir solidariedade a todos os municípios atingidos e reforçou o trabalho executado pelo governo para restabelecer a normalidade nestas cidades. Tarso Genro visitou nesta terça-feira (01) os municípios de Iraí e São Borja, nas regiões mais afetadas pelas cheias dos rios, e está em contato permanente com a presidente Dilma Rousseff e com o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, o qual receberá, nesta quinta-feira (03), em Brasília, representantes do Governo do Estado e dos municípios para a busca de recursos federais necessários para a reconstrução das cidades. 
Ações do Estado
Secretária da Assessoria Superior do Governador, Mari Perusso apresentou os cinco eixos de ações do Governo do Estado para o auxílio às famílias e aos municípios. São eles: 1) Ações Emergenciais 2) Atendimento às pessoas 3) Atendimento aos municípios 4) Atendimento aos Empreendedores e 5) Atendimento aos Agricultores.
“O Estado já está atuando nas regiões com ações em sua fase emergencial e humanitária, mas que devem se estender a partir do momento que as pessoas atingidas iniciarem a volta para casa e com medidas para assegurar a recuperação da infraestrutura e das bases de economia locais”, salientou a secretária.

No início desta semana, Tarso Genro instituiu a Sala de Situação, que diariamente reúne secretários no Palácio Piratini para atuar em continuidade às ações emergenciais já adotadas com eficiência pelo Estado, através da Defesa Civil, tratar das ações de médio e curto prazo e, por fim, as ações de longo prazo.