quinta-feira, 10 de abril de 2014

Policiais gaúchos recebem reajuste de 15,76%

A Assembleia Legislativa aprovou, nesta terça (8), um novo reajuste para os servidores da Polícia Civil e da Brigada Militar. Por unanimidade, os deputados estaduais garantiram aval às propostas do governo do Estado que reajustam em 15,76% os vencimentos dos profissionais das duas corporações. O aumento salarial será pago em seis parcelas iguais entre 2015 e 2017.

 Articulador da aprovação dos projetos do Executivo, o deputado Valdeci Oliveira (PT), líder do governo no Parlamento, comemorou o resultado das votações junto com os trabalhadores, que lotaram as galerias da Assembleia Legislativa. “Foi uma construção coletiva que garante a valorização dos servidores que atuam em uma área vital para a sociedade. Essa valorização não começou neste ano e nem nesse dia. Em 2012, após negociações que iniciaram nos primeiros meses do governo Tarso, aprovamos o subsídio da Polícia Civil e um reajuste muito significativo para a Brigada Militar”, destacou o deputado.
Com os reajustes aprovados, que incidem sobre aumentos anteriores aprovados pela Assembleia, os investigadores da Polícia Civil terão salários que vão variar de R$ 2,3 mil a R$ 8,2 mil em 2015 e de R$ 3,4 mil a R$ 13,8 mil, em 2018. Na Brigada Militar, os reajustes para os soldados vão ultrapassar a marca de 100% até 2014 e de 250%, até 2018. “É, sem dúvida nenhuma, um estímulo muito forte para esses trabalhadores que combatem a criminalidade diariamente em nosso Estado. Não é um gasto, é um investimento que o Estado faz”, ressaltou Valdeci.
Susepe e IGP – Também nesta terça (8), entre outras matérias, os deputados aprovaram projetos do governo do Estado que preveem uma gratificação de permanência em serviço para os servidores da Susepe e que reestruturam o Plano de Carreira dos servidores do Instituto-Geral de Perícias (IGP).