quinta-feira, 10 de abril de 2014

Movimento de Resgate Cultural apresenta o "galo" no novo Sobrado da Praça


O Movimento de Resgate Cultural de São Gabriel, fundado recentemente, deu mais um passo para colaborar com a história e cultura local. Após visitar autoridades como o Delegado de Polícia Jader Duarte e o radialista Dagoberto Focaccia, o Movimento levou a reprodução do antigo galo da Igreja Nossa Senhora do Rosário do Bom Fim (Igreja do Galo) para o restaurado Sobrado Dom Pedro II (Sobrado da Praça) na manhã desta terça (8).

Os integrantes do Movimento, Rodrigo Porciúncula, Emerson Fernandes e o assessor de imprensa, Marcelo Ribeiro, levaram o galo com um pilar construído com as madeiras que pertenceram ao Sobrado, completado com fotos e um texto com a história e a trajetória do Galo de Estanho, que foi furtado do alto da Igreja em 11 de setembro de 1985. Os presentes se interessaram pela iniciativa do grupo, que teve o apoio da presidente do Instituto Cultural e Educacional Harmonia Gabrielense, Jenny Chagas.
Os integrantes receberam orientações do Promotor de Justiça Fernando Andrade Alves e de arquitetas do IPHAN, que estiveram presentes à ocasião, além de demais artífices da cultura presentes. Para os integrantes, o objetivo foi atingido, e a luta pela cultura gabrielense vem ganhando mais adeptos. "Temos mais cinco projetos a serem desenvolvidos pelo Movimento, e todo aquele que quiser colaborar será bem-vindo, é o resgate da cultura de São Gabriel que estamos promovendo", frisou. 
Visitações - Na última quinta-feira (3), o Movimento iniciou visitações para a divulgação do projeto de reconstituição da imagem do galo. A primeira delas foi o maior entusiasta para que a peça original seja encontrada, o decano do Rádio, radialista e advogado Dagoberto Focaccia. Ele conheceu a peça confeccionada por Emerson e Rodrigo, juntamente com Amílcar Varella, integrante do grupo e ficou maravilhado com a iniciativa dos jovens. "É um feito histórico o que vocês, jovens, fizeram por nossa comunidade, resgatando a cultura a partir de um símbolo que está no imaginário popular", parabenizou a eles.
Logo após, o grupo, juntamente com Dagoberto, visitou o Delegado de Polícia Jader Duarte, repetindo o contato feito anteriormente ao apresentar o projeto. O Delegado, entusiasta da cultura e história, elogiou a iniciativa dos rapazes. "Os gabrielenses não esquecem de seus símbolos e a imagem resgatada, sem dúvida, lembrará do crime ocorrido. Inclusive, pode ajudar na recuperação da peça original", afirmando que esta divulgação poderá fazer com que pessoas que tenham visto a peça possam informar a Polícia.
O Movimento é composto por Rodrigo Porciúncula (customizador de veículos), Amílcar Varella (artesão), Emerson Fernandes (músico e artesão) e Marcelo Ribeiro (jornalista) e desenvolverá projetos para o resgate e valorização da cultura como um todo em São Gabriel. Para quem quiser fazer parte como colaborador, entre em contato pelos fones (55) 96045197 ou (55) 99096688.