segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Município realiza ações do Novembro Azul

A Secretaria Municipal da Saúde abriu na manhã de quarta-feira (27/11), na Unidade Brandão Júnior, a participação do Município na mobilização nacional “Novembro Azul” com a marcação de exames para a detecção precoce do câncer de próstata. Uma das novidades é a alteração nas idades limite. A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) aumentou de 45 para 50 anos a idade mínima recomendada para que um homem procure um médico para fazer os exames rotineiros para diagnóstico precoce da doença. No caso de homens de pele negra, obesos ou que tenham histórico familiar a recomendação também muda: a idade mínima para o monitoramento salta dos atuais 40 para 45 anos. A equipe da Secretaria Municipal da Saúde e que atende a população inserida na campanha pede a apresentação do cartão do SUS e documento de identidade. Isso poderá ser feito no setor de exames da Secretaria.

O mês de novembro é dirigido à sociedade e aos homens sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças masculinas. Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Urologia, Aguinaldo Nardi, atualmente são diagnosticados cerca de 60 mil casos de câncer de próstata no Brasil, que resultam em 15 mil mortes.
Por medo, receio ou vergonha, os homens fogem do assunto, embora tenham o conhecimento de que se trata de uma doença perigosa. Porém, os números provam que os pacientes não devem, em hipótese alguma, serem negligentes com a própria saúde. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), serão registrados, até o final deste ano, mais de 4.200 novos casos de câncer de próstata no Estado, com uma assombrosa taxa de 79,27 para cada 100 mil habitantes.
Na Capital, o índice é ainda pior: 640 novos casos, com uma taxa de 94,33 para cada 100 mil habitantes. Entre todos os tipos de câncer, é o que mais mata no Rio Grande do Sul.
CAMPANHAS – No mês passado, o Município deu ênfase à campanha nacional “Outubro Rosa”. A Secretaria Municipal da Saúde participou de várias atividades preventivas do Câncer de mama. A iniciativa teve a meta principal de alertar as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do Câncer de mama. Palestras com ginecologistas Heraldo Amann e Ana Cristina Sanmartin Ribeiro e enfermeiras da Rede Básica foram realizadas na Unidade Brandão Júnior.