segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Demarcações ampliam, em média, 20% do número de vagas no Centro de São Gabriel

O Setor de Trânsito, ligado a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, alterou o sistema de estacionamento nas principais ruas do centro de São Gabriel. A medida adotada pelo Governo Municipal repercutiu na ampliação imediata de 20% no número de vagas na região central da cidade. Os dados estão sendo divulgados pelo órgão responsável após levantamento realizado antes e depois da demarcação dos lugares. Em algumas vias, os índices são ainda mais expressivos. É o caso da Rua Senador Salgado Filho, onde a Prefeitura Municipal concluiu a demarcação dos estacionamentos: no lado direito, obliquo e, no lado esquerdo, paralelo. De acordo com o Chefe do Serviço de Trânsito, Gabriel Roberto Roque Venturini, neste trecho, a disponibilização de vagas foi ampliada em 50%.
Para evitar acidentes, o Setor de Trânsito também demarcou e sinalizou com tachões o acesso a Rua Senador Salgado Filho, evitando que os veículos possam realizar manobras fechadas. “A preocupação da Prefeitura é evitar acidentes. Muitos motoristas acessam essa via sem se preocupar com os veículos que estão estacionados. Com a nova demarcação, estamos evitando este risco, pois os automóveis ficarão com as partes traseiras expostas”, comentou o secretário de Serviços Urbanos, Rossano Farias.
Outra medida para evitar acidentes foi implantada no encontro das ruas General Câmara e Andrade Neves, no acesso a Vila Maria. Agora o trânsito passa a ser preferencial para quem vem pela General Câmara, sentido bairro – centro, tornando obrigatória a parada de veículos que se direcionam a zona sul pela Rua Andrade Neves. “A medida foi adotada para evitar acidentes. A Prefeitura registrou muitas reclamações, pois os motoristas que trafegavam pela General Câmara alegavam que – para visualizar a chegada de outros automóveis – eram obrigados a invadir a Rua Andrade Neves”, comentou o secretário.
A demarcação dos estacionamentos repercute positivamente, mas ainda falta conscientização. Na opinião do secretário, o número de vagas disponibilizado poderia ser ainda maior se os motoristas obedecessem aos espaços demarcados. “A ideia é organizar o trânsito com a ocupação consciente do número de vagas, por isso ainda estamos trabalhando na conscientização dos condutores”, finalizou.