segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

DE BRASÍLIA - Por Nilo Dias – Jornalista

Transporte coletivo

Um projeto de autoria do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), determina que todos os ônibus de transporte coletivo no país sejam equipados com aparelhos de ar condicionado. A medida visa dar maior conforto aos motoristas e cobradores, que sofrem com o calor nos veículos, e também maior qualidade aos passageiros.
Caso a medida seja aprovada, a empresa que não cumprir as regras terá o ônibus apreendido, além de multa no valor de até 50 salários mínimos e proibição de participar de licitações. As empresas terão três anos para se adequar a nova lei.
O projeto precisa ser analisado pelas comissões de Viação e Transportes; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Só depois disso irá a plenário. A aprovação é dada como
certa.

Doutores da Esperança

Dia desses encontrei no Facebook uma interessante mensagem do amigo Alexandre Brasil Carvalho, sobre os “Doutores da Esperança”, um grupo de pessoas voluntárias ligadas ao “Espaço Esperança”, da Igreja da Renovação Luterana do Brasil, de São Gabriel. Eles, uma vez por semana visitam o hospital da Santa Casa, levando mensagens de alegria, carinho, atenção e a palavra de Deus as pessoas que lá se encontram internadas.
Achei um trabalho maravilhoso que merece o reconhecimento da nossa comunidade. Não cito os nomes reais dos componentes desse grupo, porque não os tenho na totalidade e não quero correr o risco de cometer injustiças, deixando alguém de fora. E também porque sei que essas pessoas fazem isso, apenas com o intuito de levar um pouco de alegria a quem sofre com alguma doença.
Mas vale a pena dizer que os “Doutores da Esperança” atendem por nomes sugestivos, como “Doutora Tonha”, “Doutor Bactéria”, “Doutora Neneca”, “Doutora Doca”, “Doutora Fuzarca”, “Doutora Guagua”, “Doutora Lolita”, “Doutora Brazuca”, “Doutora Mia” e “Doutora Patati”.

 João Luiz Cardoso

O radialista João Luiz Cardoso, quem não lembra, trabalhou na Rádio Batovi, em seus primeiros tempos. Profissional gabaritado, com passagem em emissoras de rádio categorizadas como a Farroupilha, de Porto Alegre, está prestes a mudar o endereço para Brasília. Atualmente Cardoso é gerente da Nossa Rádio FM, em Carazinho.
Os primeiros locutores da Batovi foram este colunista, Teresinha Motta, Cláudio Castro, João Luiz Cardoso, J.Bina, Miguel Monti, Paulo Gabriel, Odilom Ramos, João Francisco, Luiz Alberto Vargas, Eliane Figueiredo e Everaldo Schimidt. Peço perdão se esqueci de alguém.
A primeira transmissão externa da Batovi foi o Carnaval de rua de 1986. Eu, Miguel Monti e Odilom Ramos transmitimos o evento. O primeiro jogo de futebol levado ao ar pela emissora foi S.E.R. São Gabriel X S.C. Rio Grande, com narração do convidado especial Pedro Aguiar, hoje em Santa Vitória do Palmar, comentários meus e reportagens de J. Bina. 

(E-mail: nilodt@hotmail.com)