quarta-feira, 2 de julho de 2014

Estado reforça pedidos de doações para a Campanha do Agasalho

Com mais de 300 pontos de coleta distribuídos pelo Rio Grande do Sul desde o final de abril para a Campanha do Agasalho, o Governo do Estado quer ampliar as doações na edição deste ano. A chegada do inverno e as chuvas que atingem o Estado deixaram centenas de desalojados e desabrigados em várias regiões. Com a previsão de mais chuvas nos próximos dias, a Defesa Civil reforça os pedidos de donativos. A ideia é intensificar o atendimento às populações mais afetadas pelas enchentes. Coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, o coronel Oscar Luis Moiano, chefe da Casa Militar, explica que os gaúchos precisam fortalecer a mobilização em suas cidades. "Estamos necessitando que as pessoas doem roupas, especialmente quentes, como casacos de lã, e cobertores, colchões, material de cama, calçados, enfim tudo aquilo que os cidadãos puderem doar há necessidade neste momento".


Mais do que o apelo à população para reforçar a campanha, Moiano afirmou que as pessoas devem doar peças em boas condições de uso. Muitas vezes, o processo de triagem do vestuário inaproveitável na Central de Doações da Defesa Civil no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), na Capital, toma um tempo precioso dos funcionários e voluntários. "Temos que tirar todo material e examinar. Esse material que é descartado, porque está em más condições, acaba se acumulando, ocupando espaço e comprometendo o trabalho".

Pontos de arrecadação
Na Capital, além da Central de Doações do Caff, pontos de arrecadação podem ser encontrados em supermercados e órgãos públicos. No interior, somadas às 11 Regionais de Defesa Civil, estão mais de uma centena de locais à disposição da população. "Os pontos aumentam a cada dia, conforme a adesão das pessoas à campanha. Na Capital nós temos redes de supermercado, farmácias, órgãos públicos. Todos os quartéis de bombeiros de Porto Alegre têm ponto de arrecadação. No interior, há as prefeituras e as nossas Regionais nas principais cidades, como Santa Maria, Pelotas, Santo Ângelo, São Luiz Gonzaga, Imbé, Passo Fundo e Lajeado".


Entrega
Responsável pela Central de Doações, a 1º sargento Jurema Werner de Matos explica que existem três critérios para a entrega dos donativos. "Recebemos a documentação e atendemos pela ordem cronológica de chegada do pedido, pela necessidade e pela disponibilidade das doações", ressaltou. Desde o início da campanha, 50 municípios e mais de 50 entidades e aldeias indígenas foram beneficiadas com as doações. "Os principais itens demandados durante a Campanha do Agasalho são cobertores e calçados infantis". 

Informações
Quem tiver dúvidas sobre locais de coleta de donativos pode entrar em contato com a Central de Doações pelo (51) 3288-6781 ou (51) 8443-7446 e falar com a sargento Jurema Werner Matos. O site da Defesa Civil também disponibiliza a lista com os principais postos de coleta na Capital e no Interior. 


Regionais da Defesa Civil



    - REDEC 1 - Rua dos Andradas, 1234 - 10º andar, Centro - Porto Alegre - F: (51)     3212-6046 
    - REDEC 2 - Av. Presidente Vargas, 1501 - Passo Fundo - F: (54) 3313-0198 
    - REDEC 3 - Rua Pinto Bandeira, 360 - Santa Maria - F: (55) 3286-1694 
    - REDEC 4 - Rua Bento Gonçalves, 3207 - Pelotas - F: (53) 3278.2393 
    - REDEC 5 - Rodovia RS 344 - Zona Rural - Santo Ângelo - F: (55) 3313-8048 
     - REDEC 6 - Rua Coronel Ângelo Mello, 747 - Santana do Livramento - F: (55) 3243-1090 
    - REDEC 7 - Rua 13 de Maio, 929 - São Luiz Gonzaga - F: (55) 3352-3594 
    - REDEC 8 - Rua Iraí, 909 - Imbé - F: (51) 3627-3214 
    - REDEC 9 - Rua Luiz Michelon, 1515 - Caxias do Sul - F: (54) 3215-5766 
    - REDEC 10 - A. Min. Assis Brasil, (ADUANA) - Uruguaiana - F: (55) 3411-2082 
     - REDEC 11 - Rua Júlio Ney, 353, Centro - Lajeado - F: (51) 3748-6000