segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Programa da Polícia Civil, com apoio do Governo Municipal, pretende beneficiar os bairros Pascotin, Primavera, Vieira e Mariana

             
Com o olhar voltado para a disseminação do Programa Polícia Comunitária, o Governo Municipal e representantes da Associação dos Policiais Civis de São Gabriel (APOCISG) iniciaram as tratativas de parceria para a construção da sede social da entidade de representação dos funcionários da Polícia Civil gabrielense no Bairro Pascotin, zona oeste da cidade. A primeira reunião aconteceu no Gabinete do Vice-Prefeito e Secretário Geral de Governo, Evandro Obaldia Guedes, na manhã desta quarta-feira (06/11), na Prefeitura Municipal.
A ideia apresentada pelos policiais civis Sérgio Cabreira, Jorge Pantaleão Furtat, Hildo, Agnelo Bica e Jader Ribeiro Duarte (delegado de polícia) defende a inclusão de atividades das Secretarias da Saúde, de Assistência Social e de Indústria e Comércio em salas a serem reservadas para programas comunitários. Em contrapartida, o Município buscará recursos nos Governos do Estado e Federal, através de emendas parlamentares e disponibilizará profissionais para atender as comunidades dos Bairros Primavera, Vieira, Mariana e Pascontin.
O delegado de polícia Jader Ribeiro Duarte é multiplicador dos objetivos da Polícia Comunitária em todo o Estado. Em São Gabriel, ele vê a estruturação da sede social da APOCISC como oportunidade de fortalecimento deste tipo de ação que aproxima a polícia da comunidade. Para isso, parte do efetivo da Polícia Civil, composta por policiais formados em Educação Física, também ficará voluntariamente a disposição (em horários de folga) para atividades esportivas com crianças e adolescentes. “A sede é da APOSCISG, para atividades sociais dos policiais sócios e seus dependentes, mas vamos disponibilizar um espaço físico para a comunidade, porque entendemos que a Polícia precisa estar próxima da população”, disse o delegado.
O vice-prefeito ficou otimista com a apresentação do projeto. Segundo Evandro, que também é policial civil, a parceria vai beneficiar uma grande parcela da comunidade, que busca atendimento especializado nos setores de Saúde e Assistência Social, “por isso o interesse do Governo Municipal em auxiliar a Associação a estruturar sua sede”, argumentou.
O Projeto da APOCISG prevê a construção de um salão de eventos, com cozinha, banheiros, secretaria e salas adicionais medindo 168,48m2 (área total). Hoje, a área já está cercada e tem parte do alicerce da obra já iniciada. No mesmo local, um campo de futebol é utilizado por sócios e pela própria comunidade.
Durante a reunião, o vice-prefeito anunciou que o processo de regularização dos terrenos no bairro Pascotin será concluído ainda nos próximos dias. “Isso vai permitir ao Governo  Municipal defender o investimento de valores na sede da Associação, pois agora eles passam a ter a documentação oficial do imóvel, algo que vinha sendo reivindicado há anos pelos moradores”, disse.
Na mesma reunião, foi salientado que a Polícia Civil enfrenta dificuldades com a falta de viaturas e efetivo, uma realidade que é distorcida graças ao desempenho dos policiais no combate a criminalidade em São Gabriel. De acordo com o delegado de Polícia, os índices criminais, no Município, são os menores da região. Em dois anos, segundo ele, a Delegacia de Polícia local produziu mais que os números conjuntos das 10 delegacias da região. “Mas questão segurança tem sempre que ser vista com atenção. Os fatores positivos dependem de investimentos. Se não cuidar da polícia, a situação volta a degringolar”, comentou o chefe DP local. O vice-prefeito garantiu que o Governo Municipal vai intermediar e defender as proposições da Polícia Civil de São Gabriel junto ao Estado.